Bem-vindo! Atendemos exclusivamente nos estados do RJ e ES
Envio ImediatoFrete GrátisPara os estados do RJ e ES Parcele em até 12xParcele em até 12xSem Juros no Cartão CompromissoSite e loja física:Mesma Confiança e Qualidade Compra 100% SeguraCompra 100% SeguraSegurança de Ponta a Ponta

Além do balanceamento e da pressão ideal

O Carreteiro - 18/11/2020

É do conhecimento de todo motorista de caminhão, especialmente do autônomo, que o pneu está entre os maiores custos na operação de transporte, fato que leva o profissional a ter preocupação em rodar a maior quilometragem possível desse componente. Por outro lado, os fabricantes convivem com a constante missão de desenvolver tecnologias, produtos e soluções que resultem em maior eficiência nas mais diferentes aplicações do pneu. Esse movimento exige investimentos em pesquisas, testes e estudos. Diferente disso, corre-se o risco de ficar para traz, inclusive no campo da reforma, atividade consolidada no Brasil com produção anual em torno de 7, 2 milhões de unidades.

Conversamos com executivos de quatro das principais fabricantes de pneus instaladas no Brasil. todos concordam que é necessário oferecer uma solução completa para o transportador. Isto significa ter a disponibilidade de produtos e serviços que vão além dos tradicionais cuidados e orientações já conhecidas. “As empresas precisam oferecer um produto à altura e também buscar uma comunicação efetiva de seus benefícios e uma boa distribuição, entre outros fatores. Soma-se a isso a busca por soluções completas que envolvem o setor de serviços”, disse Marília Padrão, gerente de marketing da Bridgestone, ao comentar que no mercado de pneus de carga o consumidor está cada vez mais bem informado e exigente.

A executiva complementou que o transportador busca por produtos que fato contribuam de fato para sua produtividade e economia. E para atender a essa demanda a empresa investe constantemente em inovação e ampliação dos produtos e serviços ofertados. “Hoje nos orgulhamos de oferecer soluções para o caminhoneiro durante todo o ciclo da vida do pneu, contribuindo para que sua operação traga mais retorno”, complementou Marília, reforçando que a Bridgestone investe em tecnologias de ponta com o objetivo de desenvolver novos conceitos de pneus que ofereçam sempre um desempenho superior, segurança e economia. “Tudo isso aliado a cuidados com o meio ambiente”, acrescentou.

Marília disse ainda que é alta a expectativa por novas soluções, mas é necessário também propor um pacote completo e estar presente no dia a dia do caminhoneiro e do frotista para apoiá-los nos diversos momentos. Ela explica que Isso começa no produto e envolve o compartilhamento de informação de qualidade, bom atendimento, oferta de serviços de manutenção, contribuir com a produtividade do pneu com os serviços de recapagem e também cuidar da destinação correta no final da vida útil, entre outros fatores. “Temos orgulho de estar presentes em todas essas frentes com nossas marcas Bridgestone, Firestone e Bandag, e seguir investindo em compreender e em atender as demandas do consumidor de veículos comerciais”, concluiu.

O gerente de marketing de pneus para veículos comerciais da Goodyear, Eduardo Schilling, destaca que a empresa desenvolve toda a sua linha de pneus comerciais voltada para entregar o menor custo por quilômetro durante a sua vida útil, com produtos que atendem a todo tipo de aplicação. Ele cita como um dos diferenciais oferecidos aos clientes da marca a garantia de sete anos para uma de suas linhas de pneus para veículos de carga. Disse que é preciso ir além da tecnologia, da performance do produto e da rede de atendimento, e que a empresa conta com outros atributos, como uma plataforma de soluções para frotas de veículos pesados que leva em consideração todas as necessidades dos motoristas e dos gestores. Em outras palavras, pode se dizer que se trata de uma ferramenta que vai além dos cuidados conhecidos e tecnologias de construção aplicadas aos pneus. Uma solução total para o transportador, conforme sugere o nome do serviço.

Schilling destaca que esse serviço apresenta milhares de combinações personalizadas para cada cliente. Explica que a plataforma Total Solution (indicada para frotas) possibilita simplificar as operações diárias, maximizar o tempo de atividade e minimizar o custo total de utilização do caminhão, trazendo um impacto positivo em indicadores de combustível, disponibilidade de veículos, tempo de atividade, custos de manutenção e retenção de motoristas. “À medida que a economia digital impulsiona a demanda por opções de entregas mais rápidas, confiáveis e de menor custo dos setores de transporte e logística, a Goo­d- year continua focada em permitir que os operadores de frota tenham e implementem tecnologia­s inteligentes, de soluções integradas, para simplificar suas operações diárias”, concluiu.

“O objetivo dos fabricantes é entregar que ofereçam maior quilometragem menor custo por quilômetro e que reduzam os custos com manutenção e reparos”, complementou Rafael Figueiredo, especialista de produto da Continental Pneus. Ele explicou que oferecer o menor custo total da operação aos clientes é também o maior desafio, pois para obter esse resultado os transportadores precisam estar bem estruturados, com pessoas, sistemas e produtos que suportem a obtenção e a análise dos dados.

Figueiredo reforçou que é impossível deixar de lado a recapagem e demais serviços que tem por objetivo estender a vida útil do pneu de caminhão. No caso da Continental, ele destaca o conceito ContiLifeCycle, segundo ele uma oferta de vida completa, com produtos específicos para cada tipo de aplicação e segmento, além de integração de tecnologia de ponta. “É o caso, por exemplo, do ContiConnect, uma solução que integra sensores de temperatura de pressão; antena de leitura à distância e um portal que analisa as informações e gera relatórios ao cliente. Dessa forma é possível agregar conhecimento à gestão da frota”, detalhou.

A tecnologia e um bom custo por quilômetro são ferramentas que as empresas podem oferecer aos clientes como forma de redução de custos operacionais com pneus, seja um pequeno ou grande transportador, opina o gerente de vendas sênior de vendas da Dunlop no Brasil, Rodrigo Alonso. A empresa, que pertence à Sumitomo Rubber do Brasil, inaugurou a fábrica de pneus de carga em junho de 2019, na cidade de Rio Grande/PR, e a partir de maio deste ano implementou sua capacidade de produção na unidade de 1.000 pneus por dia.

Para Alonso, essa implementação da produção aconteceu mais cedo do que o esperado. Ele lembra que a Dunlop é a primeira fabricante no País a oferecer um pneu com capacidade de carga superior ao se refeir ao modelo SP320 na medida 295/80R22.5. “Tal feito tem como objetivo oferecer um pneu mais seguro e preparado para a severidade do mercado brasileiro”, adicionou.

Alonso destaca o método de fabricação, único no Brasil é um importante diferencial da marca. Ele explica que o sistema (com aplicação automatizada de fitas finas de borracha) minimiza o acúmulo de massa em alguns pontos do pneu. “Assim, o produto ganha forma que oferecerá melhor distribuição da borracha e um melhor nível de acabamento, após a vulcanização. Por eliminar as emendas nas partes de borracha, o usuário tem um pneu com nível de vibração 30% menor, além de apresentar balanceamento 50% vezes superior aos dos pneus produzidos pelo sistema convencional”, complementou.

Tecnologias empregadas na construção de pneus e garantia de alta quilometragem são elementos fundamentais para atrair o transportador para a marca. Porém, atualmente é preciso oferecer uma solução completa para conquistar os consumidores, conforme acrescenta a gerente de marketing da Bridgestone. “Acreditamos que a qualidade dos produtos seja a base de nosso trabalho, mas hoje precisamos oferecer uma solução completa para conquistar nossos consumidores”, finalizou.

O trabalho para conquistar o cliente e mantê-lo fiel à marca e aos serviços oferecidos vai além de toda a tecnologia se aplica na produção de pneus. Para isso é preciso contar também com time técnico altamente qualificado para medir e quantificar o rendimento dos pneus novos, recapagem e motivos que levam à perda de carcaça. “Esse é um trabalho realizado usando como base a análise da sucata da empresa”, explicou Rafael Figueiredo, da Continental.

Ele lembra que os pneus produzidos pela empresa também contam com diferentes tecnologias de construção para atender diversos tipos de transporte, segmentos e aplicações de eixo. O objetivo sempre é que o transportador possa adquirir o produto mais adequado para cada necessidade. Ele destaca que a marca tem um conjunto de tecnologias e construções por detrás do produto final, levando em conta particularidades do terreno e temperatura.

“Para os segmentos regional e rodoviário, os produtos têm compostos dedicados a ofertar desgaste regular da banda de rodagem nos diferentes extremos de severidade presentes no cenário brasileiro. Além de desenhos de banda de rodagem que garantem maior poder de tração e frenagem”, concluiu Figueiredo. A Continental conta com 19 pontos de vendas no território brasileiro.

Aguarde...

ou
ou