Bem-vindo! Atendemos exclusivamente nos estados do RJ e ES
Envio ImediatoFrete GrátisPara os estados do RJ e ES Parcele em até 12xParcele em até 12xSem Juros no Cartão CompromissoSite e loja física:Mesma Confiança e Qualidade Compra 100% SeguraCompra 100% SeguraSegurança de Ponta a Ponta

Como transportar os ‘baixinhos’ dentro do carro

Auto Destaque - 22/07/2021

Para a Dunlop, pneus estão diretamente relacionados à segurança. Por serem o único ponto de contato do veículo com o solo, eles são fundamentais pra garantir a tranquilidade nos deslocamentos e a vida dos passageiros. Mas existem outros equipamentos que garantem a segurança de quem anda de carro, como a cadeirinha de transporte dos pequenos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a utilização correta dela reduz em 70% a possibilidade de morte em acidentes de trânsito.

Desde 2010 o Brasil tem uma legislação específica que rege o uso das cadeirinhas. Basicamente, a resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece que crianças menores de 10 anos só podem ser transportadas no banco traseiro, em dispositivos específicos conforme a idade e com cinto de segurança. Então confira as dicas que a Dunlop dá de como comprar a cadeirinha e os erros mais comuns cometidos pelos pais, que podem comprometer a segurança dos filhos.

COMO COMPRAR A CADEIRINHA – A cadeirinha é parte indispensável do enxoval da criança. Pra reduzir o impacto da compra no orçamento familiar, é aconselhável adquirir o acessório junto com o restante do enxoval. Observe a certificação e só compre cadeirinhas com selo de certificação do Inmetro, que garante a qualidade do produto e a segurança da criança.

Dê preferência para as cadeirinhas que possuem cinto de 5 pontos, que deixam a criança mais segura. Analise a qualidade do material e verifique o espaço do carro, pois alguns modelos podem não se adaptar bem ao veículo.

Ao comprar a cadeirinha, leia atentamente o manual de instruções, pra garantir a correta instalação do equipamento. Depois de instalada, faça um teste: a cadeirinha deve resistir, sem se soltar, a solavancos provocados por um adulto. Só assim você garante a segurança do filho durante o transporte.

ERROS MAIS COMUNS NA UTILIZAÇÃO DA CADEIRINHA

CADEIRINHA FROUXA – Ler o manual pode ser chato, mas é o melhor jeito pra descobrir por onde passar o cinto de segurança do carro na cadeirinha, pra fixá-la. Quando estiver presa no carro, a cadeirinha não pode se mexer mais que 2 dedos de um lado pro outro. Se mexer, aperte mais o cinto.

CADEIRINHA PARA O LADO ERRADO – A cadeirinha de bebê de até 1 ano precisa ficar virada para trás, posição obrigatória por lei, por ser considerada a mais segura, por causa da sustentação do pescoço numa batida ou freada.

CADEIRINHA PEQUENA DEMAIS OU GRANDE DEMAIS – Não adianta querer aproveitar a mesma cadeirinha pra sempre, se ela deixar de ser compatível com o peso ou tamanho da criança.

CINTO DE SEGURANÇA LARGO – Não deixe largo o cinto que prende a criança na cadeirinha. Ele tem que ficar justo. Afivele o cinto e veja se a distância entre ele e o corpo do bebê é de um dedo. Se conseguir enfiar 2 dedos, um por cima do outro, o cinto precisa ser ajustado.

DEIXAR DE USAR A CADEIRINHA POR UM INSTANTE – Infelizmente, acidentes acontecem em qualquer lugar, a qualquer hora. Não dá pra prever, mesmo quando a distância é curta. Acostume a criança a ser colocada na cadeirinha sempre que entrar no carro, pra ser um hábito pra toda a vida.

TIRAR A CRIANÇA DA CADEIRINHA, COM O CARRO RODANDO – Seja qual for o motivo (amamentação, fralda suja, birra da criança), procure um lugar seguro pra parar, mas não tire a criança da cadeirinha com o carro em movimento.

MAIS DE UM CARRO – Se tiver condições de ter uma cadeirinha em cada carro, ótimo. Caso contrário, programe um tempo para movimentar a cadeirinha de um veículo para o outro todas as vezes que for a algum lugar.

LEVAR AS CRIANÇAS SOLTAS PRA CABER MAIS GENTE DENTRO DO CARRO – Acostume-se a pensar no carro com um número limitado de lugares. Num carro normal de passeio, só pode levar 3 crianças ou duas, se as cadeirinhas forem largas.

Aguarde...

ou
ou